Mulheres na Arquitetura


Capa Mulheres na Arquitetura

Este artigo foi escrito por nossa convidada a Designer Emanuela Bilk, que graduanda em Arquitetura. Bela reflexão sobre a posição das mulheres na arquitetura.

 Mulheres na Arquitetura, você conhece?

Antes de mais nada, gostaria que você leitor fizesse um exercício mental comigo, e respondesse: quando pensa em arquitetura a nível de país ou até internacional, quais os primeiros nomes que lhe vêm à cabeça?

Se você for da área de arquitetura, pode até ser que lá pelo quinto ou sexto nome que você lembrar venha uma mulher, mas se for um leigo no assunto, é provável que só conheça arquitetos homens.

Agora, com este fato em mente – imagine você – a minha surpresa quando entrei na sala no primeiro dia de aula do curso de Arquitetura e Urbanismo e mais de 90% da sala eram mulheres! E se este é um curso tão comum entre as mulheres, porque a maioria dos arquitetos famosos são homens? Onde estão as mulheres na arquitetura?

A resposta não é muito clara, e mesmo que fosse, pouco iria mudar nesta realidade. A primeira mulher a se formar arquiteta foi a norte-americana Marion Mahony Griffin (1871/1961), que se formou pelo MIT em 1894, e de lá pra cá as mulheres na arquitetura vêm conquistando seu lugar no mercado de trabalho – mesmo que muito lentamente. Afinal já fazem mais de 100 anos que começamos esta empreitada e há muito o que se fazer.

Um exemplo disto é que o maior prêmio de arquitetura a nível mundial, considerado o Nobel da Arquitetura, o Prêmio Pritzker, conta apenas com Zaha Hadid e Kazuyo Sejima em sua lista, e este prêmio já existe desde 1979. São 40 premiações, e de todas elas, apenas duas foram para arquitetas mulheres.

Zaha Hadid mulheres na arquitetura Premio Pritzker

Zaha Hadid, recebendo Prêmio Pritzker em 2004. Fonte imagem vogue.it

Fazendo uma análise sociológica, muito deste problema reside em nossa educação cultural. Mulheres em geral sempre tiveram uma educação voltada a serem menos ambiciosas e focarem mais em trabalhos domésticos, para então formarem famílias e cuidarem das mesmas. Isto acontecia principalmente por influência da cultura patriarcal, que hoje ruma à extinção (ou pelo menos assim esperamos).

Por isto, mesmo que hoje eu e você já tenhamos uma visão completamente diferente sobre o assunto – muito mais sensata e igualitária – a visibilidade feminina apenas começou a surgir.

Ainda há sim muito preconceito com o sexo feminino no âmbito da construção civil em geral. É possível notar até em meio ao conhecimento popular, onde “arquiteto homem é renomado e faz prédios e mulheres na arquitetura fazem decoração e colocam quadrinhos”.

Por mais que estas sejam ações realizadas por arquitetos e designers de interiores – seja eles homens ou mulheres – a mera segregação de funções por gênero inicia uma guerra de sexos desnecessária na profissão, assim como uma visão errada do potencial feminino e masculino.

Nos resta então, como seres humanos, criar nossos filhos e educar quem está ao nosso redor para que não pensem desta maneira, e, como mulheres, continuar a cada dia fazer mais e mais neste mercado de trabalho e mostrar que viemos para ficar e revolucionar.

Agora, para complementar o assunto, segue uma lista com 5 arquitetas e urbanistas que você precisa conhecer agora mesmo!

 

Lina Bo Bardi

Lina Bo Bardi Mulheres na Arquitetura

À esquerda: SESC Pompeia, São Paulo, Brasil; Fonte: ArchDaily.

Lina Bo Bardi (1914 – 1992) é um dos nomes mais importantes e marcantes da arquitetura brasileira. De origem italiana, ela é mais conhecida por seu uso expressivo de materiais e sua exploração ao longo da vida das possibilidades sociais de design. Sua sensibilidade única foi a sua expressão mais completa em sua obra-prima de 1982, o SESC Pompeia. Uma fábrica convertida com passagens aéreas e vigias assimétricas no lugar das janelas. Não há outro prédio como esta “fábrica centro de lazer”, que vale a pena ser visitada na cidade de São Paulo.

Outra obra icônica de Lina é o MASP, situado na Avenida Paulista, um dos principais cartões postais da maior metrópole da América Latina com um ousado e gigantesco vão. Além desta, também a Casa de Vidro, icônica e revolucionária. Com certeza uma das maiores referências de mulheres na arquitetura.

Denise Scott Brown

Denise Scott Brown mulheres na arquitetura

À direita: Edifício do Capitólio da VSBA, Toulouse, França, foto de Matt Wargo; Fonte: designboom e Architizer

Arquiteta e teórica inovadora, cônjuge de Robert Venturi – com quem fundou a empresa Venturi, Scott Brown e Associados – Denise é um verdadeiro ícone americano. Em 2015, Denise e seu marido foram ganhadores do A + Lifetime Achievement Award do Architizer. Uma escolha adequada, também, já que este par fez mais para moldar o que conhecemos como “Pós-modernismo” do que praticamente qualquer outra equipe criativa. “Não há uma concepção imaculada de idéias”, disse Denise ao Architizer em uma entrevista realizada em conjunto com o prêmio. “A colaboração é a verdade da arquitetura”.

Sharon Davis

Sharon Davis mulheres na arquitetura

À direita: Centro de Oportunidades da Mulher em Kayonza, Ruanda; Fonte: Architizer e Pinterest

A arquitetura é uma segunda carreira para Sharon Davis, que mudou de marcha depois de muitos anos trabalhando em finanças. No entanto, uma vez que seu diploma estava na mão, Davis não perdeu tempo fazendo um nome para si mesma. Seu primeiro grande projeto foi o amplamente aclamado Women’s Opportunity Center (Centro de Oportunidades para Mulheres) em Ruanda. Em uma reportagem sobre o projeto, ela conta que teve de enfrentar mais do que a falta de um local de encontro seguro para mulheres de Ruanda – também teve que criar oportunidades econômicas e uma infra-estrutura social sólida.

O esquema que Davis desenvolveu é funcional e confortável: um campus que inclui um mercado de fazendeiros, jardins, residências convidadas e espaço comunitário, todos organizados em uma formação circular. Certamente, ele depende da visão de transformação delineada por Davis em seu terreno, que afirma o objetivo da empresa de “projetar edifícios extraordinários que alterem o futuro das comunidades”.

Jane Jacobs

Jane Jacbos Mulheres na arquitetura

À direita: a morte e a vida das grandes cidades americanas ; Fonte: Wikipedia e Textosa

Se uma biblioteca contém apenas um livro sobre o planejamento urbano, as chances são de que seja o clássico de Jane Jacobs, de 1961, a morte e a vida das grandes cidades americanas. Jacobs resistiu à tendência para a “renovação urbana” e celebrou a funcionalidade dos bairros que foram autorizados a se desenvolverem espontaneamente. “As cidades têm a capacidade de fornecer algo para todos, só porque, e somente quando, são criados por todos”, escreveu ela. A sra. Jacobs faleceu em 2006 deixando um legado para mulheres na arquitetura.

Zaha Hadid

Zaha Hadid mulheres na arquitetura

À esquerda: Heydar Aliyev Center, Baku, Azerbaijão; Fonte: designboom e Wired

Quando Zaha Hadid faleceu em 2016, ela era uma das arquitetas mais conhecidas e mais queridas do mundo. Seu trabalho, com linhas ousadas e sua expressividade escultural, é poderoso o suficiente para transformar alguém em um fã de arquitetura. A visão única de Hadid permitiu-lhe empurrar as tecnologias digitais e visuais para seus potenciais completos. Uma das poucas que conseguiu criar edifícios que só podem ser descritos como transformadores.

“Eu não acho que você pode ensinar arquitetura”, ela disse uma vez. “Você só pode inspirar pessoas”.

Zaha Hadid sempre será lembrada não somente entre mulheres na arquitetura, mas em todo o mundo arquitetônico em si.

Estas arquitetas foram selecionadas de uma lista do site 44Arquitetura, onde você encontrará 26 mulheres que mudaram a arquitetura. Para ver a lista completa, clique aqui.

Quem somos

Valores Projetos Complementares

Valores Projetos Complementares bit.ly/tabelavalores

Projeto Estrutural Online é um escritório focado em soluções para arquitetos, para projetos e obras de pequeno porte. Oferecemos parceria e colaboração em todo trabalho do arquiteto. Garantindo assim que os projetos complementares respeitem e estejam compatibilizados com o partido arquitetônico.

Temos o diferencial de atender online, usando as ferramentas digitais para facilitar a discussão nos projetos e nos aproximar dos nossos parceiros, independente da região do Brasil que se encontrem.

Fazemos projeto estrutural, hidrossanitário, elétrico. Se quiser ver nossas tabela de preço, clique aqui e baixe ela.

Qualquer dúvida, sugestão ou desejo de nos conhecer para formar uma parceria entre em contato pelos seguintes canais:

E-mail: contato@projetoestruturalonline.com.br

Tel: (47) 9 8406-2788 (WhatsApp)

Skype: Projeto Estrutural Online

youtube.com/projetoestruturalonline

facebook.com/projetoestruturalonline

instagram.com/projetoestruturalonline

Quer ver um projeto de exemplo? Clique aqui e baixe uma amostra.

Entre em nosso site e conheça mais a Projeto Estrutural Online!
http://www.projetoestruturalonline.com.br/

Já baixou o nosso eBook? Nós atualizamos ele! Confira:
ARQUITETO – 12 DICAS PARA EVITAR RETRABALHO NOS SEUS PROJETOS.
http://bit.ly/eBook12DicasparaevitarRetrabalho

Precisou de projetos complementares? Fale com a gente!

Atendemos todo o Brasil!
Projeto Estrutural Online

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *