NOSSOS MUSEUS BRASILEIROS


Museus Brasileiros

Museus Brasileiros

O que será dos museus brasileiros? Recentemente lamentamos o incêndio do Museu Nacional no Rio de Janeiro e as perdas para a ciência e para todos aqueles que resguardam a história do mundo.

No artigo desta semana do blog da Projeto Estrutura Online, teremos um vislumbre dos principais museus brasileiros e um pouco de sua história. O que podemos fazer para preservá-los adequadamente? A primeira coisa é visitá-los!!! Esta é uma das melhoras formas de preservar eles, além de enriquecer com cultura e arquitetura nossas vidas.

O Site Vigiali listou alguns destes principais museus https://www.viajali.com.br/museus-brasileiros-que-voce-precisa-conhecer/

As cidades têm que ter ícones. Bibliotecas, hospitais, museus. Dentro de 100 anos, as pessoas os verão e dirão: “O que é isso?”. E pensarão: “É arte. – Frank Gehry.

Não deixe para conhecê-los apenas quando você não pode mais, curta a leitura feita especialmente para você.

quanto custa projeto estrutural

http://bit.ly/tabelavalores

Museu Oscar Niemayer – Curitiba, PR.

Muitos dizem que este é o “Museu do Olho”, de fato, a forma realizada em concreto pelo grande Oscar Niemeyer parece em formato de olho.

No entanto, observe atentamente na linha do horizonte. O que você enxerga? As copas das araucárias não querem te revelar alguma coisa?

Talvez o arquiteto quisesse estabelecer uma relação entre o imponente ícone moderno e a forma natural presente que o circunda. Exato, meu caro Whatson! Entre o céu e a terra existem mais coisas do que julga nossa vã filosofia.

Museu Oscar Niemayer Curitiba Araucarias

O formato do museu certamente é uma releitura do formato das araucárias. Vou deixar que você mesmo analise as imagens. Fantástico, certo?

O museu Oscar Niemeyer fica em Curitiba, no Paraná. Foi inaugurado em 1967. Possui o maior vão livre do Brasil. O foco do “MON”, Museu Oscar Niemeyer, são as artes visuais, arquitetura e o design.

 

MASP – São Paulo – SP

São Paulo é uma verdadeira selva de pedra, desde as áreas históricas até as mais modernas. Muito do que enxergamos é concreto aparente destacado por estruturas imponentes e cores marcantes. Podemos definir assim o MASP da arquiteta Lina Bo Bardi?

MASP Lina Bo Bardi

Lina foi criadora da imponente obra que se instala em um espaço próprio para o local. A impressão que temos é a obra foi feita para aquele local e nada mais poderia ser feito, senão o imponente volume.

O Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand – ou apenas MASP, como é mais conhecido – é um dos pontos mais icônicos da Avenida Paulista. Além de ter um projeto arquitetônico ímpar, ele recebe exposições de todo o mundo e tem em seu acervo permanente obras importantíssimas de artistas como Renoir, Botticceli, Monet, Van Gogh, Degas, Vélazquez, Goya, Bosch e muitos outros. Um verdadeiro passeio pela História da Arte.

MASP Lina Bo Bardi Vista do Parque Trianon

Arquitetonicamente, o grande vão é o chamariz para frequentadores do espaço, interno e externo. Encontros, manifestações são marcadas no local, pois o Masp se tornou um ponto foca, para todo o entorno.

Museu Imperial – Petrópolis, RJ.

E essa era apenas a casa de verão do Imperador D. Pedro II, na época. Foi construído com recursos do dote pessoal do imperador.

Museu Imperial

O complexo passou pela mão de vários arquitetos e arquitetas ligados à Academia Imperial de Belas Artes. A arquitetura possui um ritmo marcante evidenciado pelas colunatas de estilo jônico, uma hierarquia central com entrada em granito.

Chama a atenção o belo jardim criado em 1850 pelo paisagista Jean-Baptiste Binot, sob orientação do próprio imperador. O museu possui um importante acervo da família imperial.

Instituto Inhotim  – Brumadinho, MG.

Trata-se de uma obra claramente modernista em meio a natureza, semelhante à casa da cascata de Frank Lloyd  Wright. Parece estar repousando sob a água. A característica marcante deste museu é ser o maior área livre de toda a América Latina, tendo 96 hectares.

Instituto Inhotim Brumadinho

Pinacoteca  – São Paulo, SP.

Fundado em 1906, este museu é o mais antigo da cidade de São Paulo. Existe uma presença marcante de obras de vários artistas dos século XIX e XX, com destaque para modernistas como Candido Portinari, Tarsila do Amaral. É um acervo voltado às pinturas brasileiras.

Pinacoteca – São Paulo

Entre 1994 e 1998 a Pinacoteca passou por uma reforma muito importante, com um custo de dez milhões de reais para que houvesse um padrão museológico internacional.

Paulo Mendes da Rocha foi o arquiteto responsável pelo projeto, recebeu o Prêmio Internacional Mies van der Rohe para a América Latina em junho de 2000. A intervenção ficou evidente, como algo que foi realizado para marcar com recursos atuais em uma obra que guarda uma fragilidade considerável pela ação do tempo.

Pinacoteca – São Paulo Vista Interna

Entre os recursos empregados na reforma, tivemos a colocação de claraboias em todo pátio, passarelas metálicas interligando ambientes e conjunto de climatização e iluminação.

A Pinacoteca é um exemplo de como podemos preservar o patrimônio histórico brasileiro com técnicas que respeitem a obra original, pela forma de intervenção proposta.

Conceitos de Preservação

O Incêndio no Museu Nacional no Rio de Janeiro ascendeu o sinal vermelho para a proteção das edificações institucionais históricas brasileiras. O IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional é o órgão vinculado ao Ministério da Cultura que responde pela preservação do patrimônio histórico Nacional.

As normas da ABNT, principalmente as NBR 6492, 13531, e 13532 dispõe técnicas para os conceitos de preservação. É bom relembrar que os conceitos são diversificados e possibilitam a correta manutenção do nosso legado. São as seguintes:

Conservação: conjunto de ações destinadas a prolongar o tempo de vida de determinado Bem cultural. Engloba um ou mais tipos de intervenções.

Manutenção: conjunto de operações preventivas destinadas a manter em bom funcionamento e uso, em especial, a edificação. São exemplos: inspeções rotineiras, a limpeza diária ou periódica, pinturas, imunizações, reposição de telhas danificadas

Reparação: conjunto de operações para corrigir danos incipientes e de pequena repercussão. São exemplos: troca ou recuperação de ferragens, metais e acessórios das instalações, reposição de elementos de coberturas, recomposições de pequenas partes de pisos e pavimentações, etc.

Reabilitação: conjunto de operações destinadas a tornar apto o edifício a novos usos, diferente para o qual foi concebido.

Reconstrução: conjunto de ações destinadas a restaurar uma edificação ou parte dela.

 Consolidação/Estabilização: conjunto de operações destinadas a manter a integridade estrutural, em parte ou em toda a edificação.

Restauro: conjunto de operações destinadas a restabelecer a unidade da edificação, relativa à concepção original ou de intervenções significativas na sua história. O restauro deve ser baseado em análises e levantamentos inquestionáveis e a execução permitir a distinção entre o original e a intervenção.

Revitalização: conjunto de operações desenvolvidas em áreas urbanas degradadas ou conjuntos de edificações de valor histórico de apoio à “reabilitação” das estruturas sociais, econômicas e culturais locais, procurando a conseqüente melhoria da qualidade geral dessas áreas ou conjuntos urbanos.

Reabilitação: Adaptação dos espaços para que venham a abrigar u novo uso, atividades diferentes daquelas para os quais foram projetados.

 Anastilose: Recolocação de elementos originais encontrados ou a colocação de elementos novos.

 

Este artigo foi uma contribuição do acadêmico da última fase de arquitetura da UNIDAVI, José Saymon.

Nos Conte

E aí, o que acho deste artigo? Tem alguma sugestão de museu que poderia ser citadas aqui também? Não deixe de comentar.

Lei também este  artigo Retrofit pelo Mundo.

Se quiser ler mais conteúdo sobre este, ver vídeos, e outras dicas, acesse www.projetoestruturalonline.com.br/blog

Valores Projetos Complementares

Valores Projetos Complementares bit.ly/tabelavalores

Quem somos

Projeto Estrutural Online é um escritório focado em soluções para arquitetos, para projetos e obras de pequeno porte. Oferecemos parceria e colaboração em todo trabalho do arquiteto. Garantindo assim que os projetos complementares respeitem e estejam compatibilizados com o partido arquitetônico.

Temos o diferencial de atender online, usando as ferramentas digitais para facilitar a discussão nos projetos e nos aproximar dos nossos parceiros, independente da região do Brasil que se encontrem.

Fazemos projeto estrutural, hidrossanitário, elétrico. Se quiser ver nossas tabela de preço, clique aqui e baixe ela.

Qualquer dúvida, sugestão ou desejo de nos conhecer para formar uma parceria entre em contato pelos seguintes canais:

E-mail: contato@projetoestruturalonline.com.br

Tel: (47) 9 8406-2788 (WhatsApp)

Skype: Projeto Estrutural Online

youtube.com/projetoestruturalonline

facebook.com/projetoestruturalonline

instagram.com/projetoestruturalonline

Quer ver um projeto de exemplo? Clique aqui e baixe uma amostra.

Entre em nosso site e conheça mais a Projeto Estrutural Online!
https://www.projetoestruturalonline.com.br/

Já baixou o nosso eBook? Nós atualizamos ele! Confira:
ARQUITETO – 12 DICAS PARA EVITAR RETRABALHO NOS SEUS PROJETOS.
http://bit.ly/eBook12DicasparaevitarRetrabalho

Precisou de projetos complementares? Fale com a gente!

Atendemos todo o Brasil!
Projeto Estrutural Online

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *